domingo, 1 de junho de 2008

TEU CHEIRO DE FLOR

(Regis Fontes)

O teu cheiro de flor,
Nas minhas narinas chegou,
O tal me ludibriou
E fez com que eu me apaixonasse...

Agora não mais consigo viver,
Sem o aroma insaciável da libertinagem,
Sem tuas petas suaves,
Nem sem teus espinhos cravados
Em minha carne...

Como beija-flor, vou te beijar...
Como água, vou-te aguar...
Para não deixar teu cheiro morrer,
Para não deixar teu cheiro acabar.

Seja o primeiro a comentar

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO