domingo, 4 de janeiro de 2009

EU COM OUTRO EU

(Regis Fontes)

Nunca mais ouviras uma palavra minha
Depois de tudo que vivemos
Tratou-me como lixo sobre sua calçada
E ainda ignorou-me como se eu não existisse

Ô que tolice eu fiz
Amando e me entregando a quem nunca me quis
Sim! Nunca me quis. Apenas brincava.
Sorrindo destruía tudo que aqui dentro estava

Hoje acabou. Não existi mais nada
Apenas um sentimento de repudio e desaprovação
Tua ignorância é sem igual
É inevitável não maltratares alguém, isso é teu.

Teu comportamento medíocre
Tua perfídia sem estirpe
Tu não mudarás essa sede de entristecer
Essa personalidade fútil de entorpecer

Some! Vai-te agora
Para as profundezas de onde não devia ter saído
O sentimento turvo e sombrio
Eu não agüento mais viver esse martírio

Todos sabem que esse novo eu não me pertence
Sou eu com outro eu agora
Como se possuído por forças diabólicas
Agora diga vai-te e deixa-me em paz.

Seja o primeiro a comentar

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO