sábado, 28 de março de 2009

SÁBIO KNOX

(Regis Fontes)

Cabisbaixo por mais uma frustração
Vai passando o velho Knox na rua
Um sábio que nada sabe sobre a vida
Com seus ditos eruditos e enigmas
Ele sofre a cada não

E a cada um vem um novo dito
A cada um surgi mais erudito
Que nada ensina a quem não quer aprender
Que apenas fala ao que não sabe ler
Que apenas se mostra quando está oculto

Feito palavras escritas ao vento
Que logo uma nova rajada desfaz as palavras
Foi os dizeres do velho Knox
Que a ele mesmo não diziam nada
Por não entender esse conto de fadas que é o mundo

Ele envolto por pensamentos obscuros
Novamente cria outro dizer
Tudo é utopia o resto é magia
E eu sou um ser atomístico
Não vivo e se vivo torno e não existo.

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO