sábado, 13 de setembro de 2008

VIDAS SOLITÁRIAS

(Regis Fontes)

Vidas solitárias
Tudo é dor encima do chão
E o resto é resto
Pois vivemos dias de cão

O sorriso já não há
As expressões demonstram medo
Tudo hoje está com defeito
Ou talvez problema de fabricação

O choro já é nossa rotina
Tudo desatina o nosso viver
Sofremos por que queremos sofrer
Vivemos por termos medo de morrer

Débil está o mundo
E todos os que nele habitam
Vivemos um desgosto profundo
Por não conhecermos o verdadeiro viver.

Seja o primeiro a comentar

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO