sexta-feira, 8 de agosto de 2008

POR ONDE ANDAS?

(Regis Fontes)

Muitos dias de silêncio...
Noites e mais noites sem dormir...
Ó metade afastada de mim,
Ó metade arrancada de mim...
Onde estais?
Pois de te necessito,
Para suprimir os gritos
Que vozeiam o teu nome.
De te ouço também!
Ó metade afastada de mim,
Ó metade arrancada de mim...
Onde estais?
Pois meu corpo
Senti a falta do teu,
Meus olhos pedem
A bela paisagem dos teus...
De te careço...
A carência do meu eu
Senti a ausência do teu,
E implora,
E chora,
E a metade pusilânime daqui brada:
Ó metade afastada de mim,
Ó metade arrancada de mim...
Por onde andas?

Seja o primeiro a comentar

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO